Uma nova psicologia?

No dia do psicólogo, 27 de Agosto, o Dr Júlio Cesar Alves, chefe da escola de Psicologia da Faculdade Cambury fala sobre as mudanças que as inovações tecnológicas trazem à profissão.

 

Dr Júlio Cesar Alves- Chefe da Escola de Psicologia da Faculdade Cambury Século XXI, era da informação e velocidade, é improvável que nesses tempos encontramos algum campo das nossas vidas que não foram afetados pela tecnologia, seja de modo positivo ou negativo. Isso vem acontecendo também nas instituições de ensino e no atendimento à pessoas, as pequenas inovações tecnológicas na psicologia têm alterado a forma de atuação da profissão.

A resolução Nº 11, de 11 de Maio de 2018, permite o psicólogo prestar serviços por meio de tecnologias da informação. A psicologia mudou na forma de atendimento, é possível coletar e avaliar dados e informações sobre os estados físico, emocional e mental dos pacientes por meio de equipamentos de diagnóstico, a exemplo de um sensor de estresse baseado na resposta galvânica da pele.

Segundo o Dr Júlio Cesar Alves, a chegada da tecnologia contribui para difundir a cientificidade da psicologia, sempre pelo rigor ético e pautado em resoluções que regem o exercício profissional. “Outra questão, é a oferta de modelos de psicoterapia on-line, em que o profissional registrado pelo conselho, passa por uma orientação específica e pode oferecer este tipo de serviço”, afirmou Dr Júlio Cesar, que pontua ainda sobre a vantagem do paciente ter atendimento via celular. “Ter acesso ao serviço de psicologia, sem precisar se deslocar, ou até mesmo para pessoas que se mudam da cidade, estado ou país, que necessitem de acompanhamento psicoterápico e não queiram deixar ou interromper o processo terapêutico”, completa.

O que muda para o psicólogo? A tendência é que a psicologia ganhe espaços em diferentes contextos, visto que é uma profissão que visa atuar com o ser humano e suas relações, bem como compreender os modos de funcionamento dos grupos. A vantagem para o profissional da psicologia é que com as inovações tecnológicas surgem às oportunidades de outras areas de atuação, como: Recrutamento e Seleção, Marketing e Comunicação, Orientação Profissional, Metodologia Organizacional e do Trabalho, Desenvolvimento Tecnológico, Design, Ergonomia, e Desenvolvimento de Interfaces Consultoria, além dos atendimentos via celular, fora do horário comercial, para a comodidade do paciente.

De acordo com o chefe de escola de Psicologia da Cambury, por ser a Psicologia uma profissão dinâmica, há uma necessidade de constante atualização por parte do profissional. “Acredito que neste sentido os profissionais estão sempre na busca deste aperfeiçoamento, e para nós profissionais de psicologia, a experiência de mercado se dá pelo exercício da nossa função em diferentes contextos, sejam eles, clínicos, sociais, comunitários, jurídicos, hospitalares e da saúde”, concluiu.

A verdade é que essas mudanças vão muito além de dados e apontam grandes impactos na relação entre psicólogo, paciente e profissão. Além do impacto na educação, comum a todas as áreas pela facilidade na busca de informações, a tecnologia também apresentou inovações específicas para a psicologia.

 

PSICOLOGIA É NA CAMBURY!