Sonhar fazendo é melhor ainda!

O ensino superior é uma atividade bem complexa, demanda vários fatores para poder contribuir com a formação do aluno. Questões éticas, políticas, humanas e profissionais fazem parte dos conteúdos formativos do aluno que busca uma profissão, na maioria das vezes, esta profissão é embasada em cursos superiores. Como devo buscar então um ensino que vai proporcionar um contato direto com o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho esteve e sempre está passando por transformações radicais, pois, precisa se manter atual para acompanhar o desenvolvimento da sociedade. Um bom exemplo destas mudanças é a chamada “quarta revolução industrial”. Mas o que é isso? É a introdução rápida e pesada da robótica, inteligência artificial e a biotecnologia. Só para ter uma ideia dessa nova revolução, até 2020 serão extintos mais de 7,1 milhões de empregos. Se você leu extinto, é exatamente isso! Estes dados foram publicados pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos. Meu Deus!! O que fazer? Calma! Muita calma nessa hora! Por outro lado, este número vai ser compensado pelo aumento de 2,1 milhões de novos cargos, tudo isto, graças à nova tecnologia que a cada dia se aperfeiçoa mais. Mas ainda se pensarmos, não vai compensar a extinção.

Se imaginarmos bem, o mercado de trabalho está passando por um processo que chamo carinhosamente de “ampulheta”. Mas o que significa esta ampulheta? Quem faz mais do mesmo, que apenas faz uma leitura rasa, quem não se dedica ao que se deve ter dedicado, quem não tem contato com a prática do mercado e novas soluções, sempre vai ficar na parte de baixo da ampulheta. Fará parte de uma parte da população que será manobrada por quem ficar por cima. Mas, quem será a parte de cima? A parte de cima da ampulheta será dedicada aos futuros profissionais que já estão em contato com a prática desde o primeiro período do curso, aos estudantes que se dedicarem, acompanharem as novas tendências e sair do “arroz com feijão”, ou seja, da linha do médio, da mediocridade.

Como posso melhorar cada vez mais? O ensino está se atualizando e precisa se atualizar cada vez mais. Para você entrar no mercado de trabalho mais rápido que seu concorrente, busque uma instituição que forneça a prática da aprendizagem desde o primeiro período. Desta forma, você já estará com pelo menos um pé na frente dos outros.

A prática desde o primeiro período vai fazer com que você vivencie a realidade da sua profissão já bem no início, não havendo a necessidade de esperar apenas o estágio. Prática e teoria alinhadas desde o começo é a melhor opção que há. Saia da zona de conforto. Tecnologias, novas formas de trabalho, diversidade de ambientes de trabalho, mudanças na lei, mudanças nas empresas precisam ser acompanhadas bem de perto.

A melhor opção de você acompanhar toda esta mudança de perto é ter contato com todas essas empresas desde o primeiro período do curso que você vai selecionar. Sonhar é bom. Sonhar fazendo com uma ajuda de disciplina prática, é melhor ainda!

Maurício Valadão é professor dos cursos de Recursos Humanos e Psicologia da Faculdade Cambury.