O poder emocional nas grandes marcas

A Escola de Negócios da Faculdade Cambury recebeu na manhã de hoje, (25/04), o publicitário José Euzébio Neto para uma conversa amistosa com os alunos do curso de Marketing. A palestra tratou do poder emocional nas grandes marcas com ênfase na Harley Davidson e irá se repetir a partir das 19h, no Centro de Convivência da instituição.

Por Amanda Costa

O palestrante José Euzébio Neto explicou para os alunos que a marca de um produto ou serviço envolve questões multidisciplinares. As pessoas tem o hábito de associarem o logotipo só com a questão gráfica. A responsabilidade não é somente do diretor de arte, no que tange a criação de uma boa marca.

“A marca Harley Davidson, por exemplo, carrega intrinsecamente os arquétipos de liberdade e rebeldia. Isso são teorias do Carl Jung que é discípulo de Freud”, explica José Euzébio.

“Falei da importância do slogan que a parte do texto associado e que muita gente confunde com a própria marca. Aquele texto é talvez a primeira oportunidade que uma marca tem para passar a ideia que ela oferece. A marca é muito mais do que a representação de uma empresa, muito mais que um produto. A marca passa o conceito que você quer passar”, complementa.

Por que Harley?

Harley Davidson está ligada a estória de vida do publicitário. Ele que sempre gostou de aventura e de duas rodas um dia se viu sonhando pilotando essa máquina.

“Um dia uma prima minha levou a foto do meu pai com uma Harley daí ele começou a contar histórias de que ele teve uma. Isso foi em 1946, lá no sertão do nordeste. Eu passei a sonhar a partir daquele momento” conta.

José Euzébio Neto fez mestrado e estudou o poder emocional da Harley Davidson. Tornou-se professor universitário e um dia disse pra si mesmo: “não vou trabalhar somente com agência e com docência. Eu vou trabalhar com a indecência que entra no meu coração todos os dias, que é a Harley Davidson”.

Com toda essa experiência vivida ele aconselha os alunos da Faculdade Cambury para nunca se limitarem. É sempre bom abrir a mente. “Abra sempre o leque da sua vida pessoal com a profissional, mas claro sem nunca perder o foco”, finaliza.

História

A lendária Harley Davidson começou em 1903, num barracão localizado nos fundos da casa dos jovens irmãos Arthur e Walter Davidson, no município de Milwaukee, em Wisconsin. A dupla, que tinha em torno de 20 anos, acabava de se associar com William S. Harley, de 21 anos, para construir artesanalmente um pequeno modelo de motocicleta destinado às competições. Foi neste barracão (com três metros de largura por nove metros de comprimento), e em cuja fachada podia se ler o letreiro “Harley Davidson Motor Company”, que foram produzidas as primeiras três motocicletas da marca.

Fotos: Rafael Rodrigues

SAIBA MAIS SOBRE MARKETING