Memórias e conselhos

Hoje a aula dos calouros de Design de Interiores da Faculdade Cambury foi repleta de dicas e aconselhamentos. Três profissionais que se formaram nessa instituição conversaram sobre mercado de trabalho com eles. 

Memórias do tempo que vinha para as aulas, o primeiro projeto realizado e o quanto o modelo de ensino focado na prática favoreceu os profissionais, no que tange a segurança e oportunidades. Esse foi o foco do bate-papo realizado pela Chris Hidasi, Fernando Ricardo e Fabrícia Torres (foto) com os alunos.

A primeira a se apresentar foi a Chris Hidasi que explicou que a área é competitiva sim, mas que todos precisam se pautar na ética. Sem falar que na percepção dela o mercado não gosta de profissionais prepotentes. “Todas as certificações eu utilizei, inclusive foram elas que me ajudaram a ter depois de formada de oito a dez projetos. Muitos clientes eu conheci durante o período de formação”, explica.

As principais dicas dadas por ela foram em relação a importância do trabalho em equipe, mídias sociais [ela começou no Instagram] e fazer a diferença sempre. Para Chris o profissional de design de interiores precisa ser autêntico, comprometido e inovador.

Para o Fernando Ricardo é sempre bom acreditar no universo. Ser positivo e ter muita força de vontade. Sobre a Cambury ele afirmou que a qualidade do ensino é ótima. “Eu particularmente gostei de todas as matérias, mas caso você não goste de alguma dê valor nela mesmo assim. Pois, com certeza irá precisar quando for para o mercado de trabalho”, concluiu.

“Aconselho que todos os alunos tenham dedicação e amor pela profissão. A Faculdade Cambury me ensinou muito isso e a gente precisa se apropriar de todo conhecimento. É muito importante persistir, pois é uma profissão relativamente recente. Mas, as portas se abrem sim desde que sejamos persistentes”, afirma a profissional Fabrícia Torres.

Os alunos ficaram o tempo todo atento às dicas, entre eles a Andréia Cristina Nunes que já era formada em Direito. Ela estava maravilhada. Afinal, estar cursando Design de Interiores para ela é um sonho realizado, ainda mais que agora é em conjunto. Pois, o filho dela, Luís Eduardo, já está no curso há quase um ano. “Gostei muito desse momento, pois a troca de experiências é fundamental. Identifiquei-me com a história da Chris, pois tivemos a mesma formação jurídica, antes de aceitar o chamado para a área do design”, afirma.

[button size=’small’ style=’white’ text=’DESIGN DE INTERIORES’ icon=” icon_color=” link=’https://cambury.br/curso/goiania/design-de-interiores’ target=’_self’ color=’#2D8109′ hover_color=’#25a6a8′ border_color=” hover_border_color=” background_color=’#b9d40c’ hover_background_color=’#2F429F’ font_style=’normal’ font_weight=” text_align=’center’ margin=”]