Empreendendo com ternura

“80% do que leva as pessoas ao sucesso é se mostrar para o mundo” (Woody Allen).

Dia 19 de novembro é o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. Esse dia foi lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de valorizar e incentivar as mulheres empreendedoras. Elas vêm ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios.

Empreendedorismo é a atitude de quem, por iniciativa própria realiza ações ou idealiza novos métodos com o objetivo de desenvolver serviços, produtos ou quaisquer atividades de organização e administração. Isso independe de sexo, mas é bom destacar que as mulheres estão se destacando nesse cenário. Elas estão à frente de 51% das empresas no Brasil, entretanto possuem muitas dificuldades e uma dela é o acesso ao crédito.

Estudos apontam que as maiores necessidades delas são gestão de tempo, fazer networking e, principalmente, ter acesso ao crédito para investir no negócio. As empresas normalmente estão livres de dívidas, mas as empreendedoras (pessoa física) estão muitas vezes, inadimplentes. Essa é a principal causa que impede a obtenção de crédito empresarial. De todo modo às mulheres tem inovado nas formas de trabalho.

De acordo com o levantamento mundial Global Entrepreneurship Monitor 2017 mais da metade dos novos negócios abertos em 2016 foi fundada por mulheres. Elas são mais escolarizadas do que os homens empreendedores e atuam, principalmente, no setor de serviços. Mesmo com todo o potencial econômico e empreendedor, as mulheres ainda precisam superar algumas barreiras. As empresas abertas por elas tendem a ter a vida mais curta.

Segundo o estudo, as mulheres até vêm ganhando mais. No entanto, a autoestima financeira não se desenvolveu junto com esse aumento de renda. O desafio está em fortalecer esse aspecto, em construir confiança para que mulheres possam gerir melhor as próprias finanças e a tomar melhores decisões. Confira mais informações sobre essa pesquisa na Revista Exame.

3 dicas incríveis:

Vida familiar X profissional

As mulheres que mais se destacam no mundo dos negócios são aquelas que são capazes de balancear a vida familiar e a profissional. Fazem isso, pois sabem construir boas equipes. Para isso, é preciso difundir uma cultura no ambiente de trabalho onde os colaboradores as complementam e são autossuficientes.

 

Seja clara sobre lucros

Nenhum investidor vai colocar dinheiro em um negócio se a pessoa não demonstrar talento para lucrar. Você não deve ter vergonha de criar negócios lucrativos, pois eles permitirão resolver mais e maiores problemas.

Pare de ser humilde sobre suas conquistas

Como empreendedora é preciso aprender ser visível diante de oportunidades ao invés de ficar calada em nome da humildade. Homens falam mais sobre as suas conquistas durante reuniões de negócios. Não perca nenhuma oportunidade de conversar sobre o seu negócio. Afinal, nunca se sabe onde vai sair o seu próximo cliente.

ADMINISTRAÇÃO

Conheça o programa exclusivo da Cambury EPF – Estude agora e pague depois de Formado, Clique no banner