Empreende-se

Você é daqueles que tem iniciativa? É capaz de idealizar e realizar novos métodos para dinamizar serviços, desenvolver novos produtos ou quaisquer outras atividades de organização e administração? Então, saiba que é um futuro empreendedor.

Segundo mostra a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), cerca de 52 milhões de brasileiros em idade produtiva se envolveram com alguma atividade empreendedora em 2018. Esse foi o melhor desempenho para a taxa de empreendedorismo brasileira desde 2002. O que é melhor; nessa mesma pesquisa descobriu-se que 2 em cada 5 brasileiros, entre 18 e 64 anos, estavam à frente de uma atividade empresarial ou tinham planos de ter um negócio.

Empreendedorismo

Empreendedorismo nem sempre é sinônimo de dinheiro no bolso. Isso é o que todos almejam, mas na prática nem sempre é assim. Muita gente pensa que ter um negócio próprio, literalmente, é nadar no dinheiro. Ser empreendedor não é ter essa garantia sempre. Porém, a maior de todas as vantagens é executar demandas com criatividade e autonomia. O bom é que com o tempo e a expertise que irá adquirir pode gerar uma soma de retorno financeiro satisfatório.

Conceitos

No livro: “Capitalismo, socialismo e democracia”, do economista austríaco Joseph A. Schumpeter publicado em 1942 associa o empreendedor ao desenvolvimento econômico. De acordo com o autor, o sistema capitalista tem como característica inerente uma força denominada de processo de destruição criativa. Esse princípio reside no desenvolvimento de novos produtos, novos métodos de produção e novos mercados. Ou seja, destruir o velho para criar o novo.

Fonte: Sebrae

 

 

 

Conheça o programa exclusivo da Cambury EPD – Estude agora e pague depois, Clique no banner