Cabelo empoderado

“O que me fez usar esse cabelo hoje e olha que passei muito tempo alisando foi o fato de ver que tem como eu ser feliz desse jeito. Depois que entrei para a faculdade me senti mais forte! O curso de Estética acabou me influenciando e pelo fato do meu cabelo necessitar de tratamentos específicos percebi que também faço parte desse sistema de beleza” (Kamila Vieira).

Por Amanda Costa

Um black power pode ser sinônimo de resistência a um padrão de beleza que trata o cabelo liso como belo e bom  e o cabelo crespo como ruim. Pode representar também uma afirmação da identidade negra. Mesmo que muitas pessoas tenham assumido os cabelos naturais e ocupado os espaços mais diversos, o racismo continua batendo à porta. A afirmação de elementos estéticos como a cor da pele e tipo do cabelo fez a aluna do curso de Estética e Cosmética da Faculdade Cambury, Kamila Vieira Santana Lima se sentir muito melhor .

Ela que sempre gostou de cuidar de pessoas fazendo massagens na mãe ou maquiagem nas primas, por exemplo, se vê realizada em sua formação acadêmica. “Quando decidi fazer o curso de Estética eu pensei que esse curso sim iria me dar à motivação necessária para acordar segunda para trabalhar, pois eu iria cuidar de pessoas. Daí eu fui pesquisar mais sobre a Estética e vi que tinha tudo que eu gostava e aí eu me apaixonei muito mais por esse curso” afirma.

Canal

Em uma aula de empreendedorismo, Kamila se viu capaz de montar o próprio canal no Youtube para difundir o conhecimento adquirido na Cambury. “A professora disse que o conhecimento tem que ser passado para frente, porque o que você aprende tem que ser absorvido e transmitido”. Com esse estímulo ela grava vídeos para a net não com a pretensão de se tornar uma digital influencer, mas sim poder colaborar com jovens como ela. “O que eu desejo no momento é que as pessoas assistam o canal e consigam me ver como exemplo!”, complementa.

Futuro

Jovem e cheia de sonhos a Kamila quer aproveitar ao máximo os estudos no curso de Estética e Cosmética para daqui 10 anos ter o seu próprio negócio. O sonho dela é ter uma clínica de estética que possa atender cada cliente com a necessidade que ela tenha.

“Eu quero ser dona e fazer os procedimentos, não quero só gerenciar. O meu prazer é colocar a mão na massa e sentir a alegria da cliente” explica.

Assista esse vídeo e veja o quanto é importante se aceitar:

ESTÉTICA E COSMÉTICA