Alunos do 5º período do curso de Direito da Cambury recebem palestra com do Defensor Público Marcelo Florêncio de Barros

Na manhã desta quarta-feira, 25/09, os discentes tiraram suas dúvidas sobre a Defensoria Pública na prática.

A disciplina Prática Cível I introduz-se os estudos da Prática Jurídica de Organização Judiciária, segundo estrutura interna e administrativa dos órgãos da justiça comum e seus diversos procedimentos.

O objetivo da palestra é orientar e incentivar os acadêmicos na correta utilização da Ciência do Direito, ao proporcionar o aluno uma visão detalhada da prática no Direito Processual Civil, com especial destaque para o estudo e análise da estrutura interna e administrativa dos órgãos da justiça comum. Possibilitar ao aluno uma visão crítica da prática processual civil, sobre os problemas atuais de diferentes interpretações, notadamente a questão da inovação legislativa do Código de Processo Civil (CPC), das garantias constitucionais e do funcionamento dos órgãos do judiciário.

A professora da disciplina, Caroline Garcia, destaca a importância de trazer experiência prática, dentro da sala de aula. “Fiz o convite para a defensoria pública que é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do estado. O objetivo é apresentar para os alunos a competência, estrutura e a prática desta tão importante instituição para ampliar a visão e conhecimento prático dos alunos, ao apresentar a vivência prática de um defensor público dentro da esfera cível para que os alunos associem a teoria com a prática,” conclui Caroline.

Durante a palestra o defensor público, Marcelo Florêncio de Barros, falou sobre os desafios da profissão, a experiência de atuar na defensoria e, do quanto é importante seguir a vocação. Além disso, frisou a importância de fazer estágio e estudar para concurso ainda no início do curso. “É importante voltar no ambiente acadêmico e relembrar da minha época de estudante e ver hoje como profissional do direito, como professor, e ver o entusiasmo do aluno em querer aprender cada vez mais, principalmente a respeito da defensoria pública” comenta o defensor, ao acrescentar ainda que o profissional da Defensoria Pública deve ter independência e sensibilidade na atuação, “tem que ter sentimento, tem ser humano, tem que gostar do que faz, a pessoa errou muito, é bem verdade, mas todos merecem o direito de defesa”, conclui Marcelo.

Marcelo Florêncio de Barros e profa. Caroline Garcia

A aluna do curso de Direito, Monica Batista, aprovou a palestra, “é uma experiência muito boa porque agrega conhecimento, estou adorando a aula de prática, porque essas palestras são muito importantes para conhecer a prática da profissão”.

Para Patrícia Barbosa, acadêmica do 5º período de Direito, é muito importante saber como é a atuação do profissional dentro profissão que ela almeja atuar. “Era algo assim que eu conhecia só de fora, hoje eu tive o prazer de saber o que é defensoria, de fato como ela atua e as principais funções, e isso é muito importante,” frisa a aluna.

 

O palestrante

Marcelo Florêncio de Barros possui graduação em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (2006) e graduação em Administração pela União Educacional de Brasília (2000). Atualmente é Defensor Público do Estado de Goiás e professor titular do Instituto de Educação Superior de Brasília. Foi analista judiciário – Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Tem experiência na área de Direito, em especial na Advocacia em direito civil, penal e Administrativo.

Sempre foi meu sonho, eu me vi defensor quando eu assistir um filme e, nesse filme eu vi uma atuação de defesa, não foi fácil, demorou, mas não foi impossível, eu cheguei”

DIREITO É NA CAMBURY!