Alunas de Estética e Cosmética da Faculdade Cambury desenvolvem novo modelo de negócio por meio da Prática Cambury de Aprendizagem

As acadêmicas da disciplina PCA em Massoterapia levam proposta de atendimento corporativo para melhorar o rendimento de um escritório de contabilidade, em Goiânia.

As alunas de Estética e Cosmética apresentaram uma alternativa para melhorar o desempenho dos funcionários de um escritório de contabilidade. A proposta foi prestar os serviços de massagem relaxante durante o expediente de trabalho, em momentos de intervalo dos colaboradores, utilizando protocolo de 15 minutos de massagem em colo, pescoço, cabeça e face. Para a representante do grupo Sarah Buziam, é muito importante a experiência de aplicar a prática fora do ambiente acadêmico. “A vivência junto ao cliente proporciona uma experiência essencial para qualquer profissional. A partir desse contato, conseguimos captar as necessidades do mercado e adaptar o serviço ao público específico, além de colocar em prática as habilidades desenvolvidas ao longo do curso. O feedback dos funcionários foi muito bom, inclusive outras empresas  também se interessaram pelo serviço”.

Atendimento dos funcionários

A massoterapia consiste na aplicação de técnicas milenares que ajudam a aliviar a dor muscular, minimizar os efeitos do estresse, estimular a circulação sanguínea e prevenir diversas doenças. A massagem relaxante pode ser realizada de maneira express durante o expediente de trabalho.  “A massagem tem efeitos fisiológicos comprovados cientificamente, proporcionar essa vivência no ambiente corporativo contribui para o relaxamento, alivio da tensão, melhora da produtividade e rendimento”, comenta Sara Buziam.

A Prática Cambury de Aprendizagem – PCA é parte do modelo de ensino da Faculdade Cambury, onde o aluno associa teoria e prática, presta serviços a comunidade e/ou desenvolve ideias de negócios a partir da certificação obtida.  Dentro da PCA o aluno deve criar uma startup, que é a solução de um problema com a possibilidade de ganho.

Para a professora da disciplina de iniciação de Startups, Camilla Pinheiro, o mercado de trabalho está se transforando e com isso muitas profissões vão ficando cada vez mais raras, enquanto outras vão surgindo. “Essas profissões emergentes estão ligadas a grandes áreas como; desenvolvimento de produtos, inteligência artificial, fluência em dados, sustentabilidade e gerenciamento de projetos. Todas essas novas áreas vão demandar conhecimentos e, especialmente, habilidades que ganharam força no mundo das startups”, comenta Camila ao acrescentar ainda sobre a importância de estudar startup dentro do ambiente acadêmico. “Para quem acredita que estudar startups é coisa de gente que está nos grandes polos tecnológicos do mundo, vale repensar. Estudar startups é todo o conjunto de conhecimentos que está por trás desse novo modelo de negócio e, podemos dizer, dessa nova forma de ver o mundo, será o grande diferencial para proporcionar aos alunos a oportunidade de se prepararem para se destacar como profissionais do futuro”, conclui.

A Faculdade Cambury é a única do estado de Goiás que investe em um modelo de ensino prático e inovador, voltado para atender as necessidades de uma formação completa e as demandas de um mercado competitivo. O modelo de ensino inova mais uma vez, agora com ênfase nas profissões. O aluno Cambury é certificado em profissões dentro do curso, ao terminar o curso ele poderá atuar em qualquer área da sua profissão, além de não precisar pagar curso fora para obter certificações. Mais um compromisso da instituição com a qualidade do ensino e foco na empregabilidade.

Prática de Massagem Facial

 

FAÇA ESTÉTICA E COSMÉTICA NA CAMBURY!