Afinal, o que é Defensoria Pública?

“É um trabalho diário de formiguinha, mas é muito gratificante. Em cada assistido que retorna e diz obrigado: você mudou a minha vida, você conseguiu uma vaga para o meu filho que ia ficar sem escola ou você conseguiu uma vaga no hospital para a minha mãe que corria o risco de amputação. Isso, além de emocionar é muito gratificante!” (Michelle Bitta)

Por Amanda Costa

Os alunos do curso de Direito da Faculdade Cambury assistiram atentos à palestra sobre Defensoria Pública na área civil com Michelle Bitta. Ela além de atuar como defensora pública em Goiás é diretora do Centro de Atendimento Multidisciplinar da DPE.  O objetivo desse encontro é possibilitar aos acadêmicos um maior conhecimento sobre as instituições jurídicas essenciais a função jurisdicional previstas na Constituição Federal dentre elas a defensoria.

A Defensoria Pública é a representação instrumental maior de inclusão democrática no jogo discursivo do direito. Ela não fala por ela ou pela lei (como o faz o Ministério Público), ela fala pelos necessitados de inclusão discursiva. Ou seja é o exercício cotidiano da justiça social.

De acordo com a palestrante Michelle Bitta o defensor público é um agente de transformação social. “Nós somos formandos em Direito e atuamos com causas jurídicas e extrajudicialmente. O defensor público tem como missão institucional atuar no caso de pessoas necessitadas e também promover defesa dos Direitos Humanos”, explica.

Paixão pelo que faz

Foto: Rafael Rodrigues

“Eu sou apaixonada pela defensoria pública. Acredito ser uma carreira que possibilita conhecer o outro de forma mais plena, verificar as necessidades sociais e promover mudanças. Tudo isso faz você se sentir útil na sociedade”, afirma.

SAIBA MAIS SOBRE O CURSO

Conheça o programa exclusivo da Cambury EPD – Estude agora e pague depois, Clique no banner